domingo, janeiro 08, 2006


quinta-feira, julho 14, 2005

presumindo que os restantes accionistas...

... ainda dão uma olhada pelo tasco,

sugiro a leitura deste comentário

acidental e involuntário

a um tema familiar ao tema familiar.



abraços,

Brandão

terça-feira, julho 05, 2005

e já está na altura de termos uma reunião (com ou sem negócios)


Idea Share

"There should be a historical novel written from the point of view of—or at least deeply investigating the life of—a court midget, such as those we see in the paintings of Diego Velásquez (e.g., Maids of Honor)."

"Someone should invent a kind of food that is designed to be mixed and heated in an hour or two by the friction generated by your pants’ pockets."

"During the Cold War, American engineers and intelligence gatherers dug underground tunnels from West to East Berlin, in order to listen in on East German communications. These tunnels were very elaborate, made of metal coated in rubber (to minimize sound) and air-conditioned (to prevent the snow above the tunnels melting). Someone should write a story, fictionalized or not, about the people who worked inside these tunnels."

"Someone with access to Eddie Murphy should ask him about his occasional but increasing habit of appearing on movie posters with his left eyebrow raised. Excepting Shrek (which doesn’t really count), the left eyebrow is raised on posters for all of Murphy’s movies released in 2001 and 2002: Dr Dolittle 2, Showtime, The Adventures of Pluto Nash, and I-Spy. The left eyebrow is also raised on posters for The Golden Child and Boomerang. In the Boomerang poster, the eyebrow is a prominent visual element—almost graphic—and even looks like a boomerang, as if it were planned."


pilhado aqui

quinta-feira, junho 30, 2005

clássico brasileiro de 1933 ouvido ontem às 23 horas na Antena 1

.
.
.
afinal ainda há programas radiofónicos de autor
e bons!



"Onde Está a Honestidade?

Você tem palacete reluzente
Tem jóias e criados à vontade
Sem ter nenhuma herança ou parente
Só anda de automóvel na cidade
E o povo já pergunta com maldade:
Onde está a honestidade?
Onde está a honestidade?

O seu dinheiro nasce de repente
E embora não se saiba se é verdade
Você acha nas ruas diariamente
Anéis, dinheiro e felicidade

Vassoura dos salões da sociedade
Que varre o que encontrar em sua frente
Promove festivais de caridade
Em nome de qualquer defunto ausente"


Noel Rosa

domingo, junho 12, 2005

(transfusão de sangue)

Contribuído generosamente pela Baixa-Shiatsu:


Ma liberté*

Ma liberté
Longtemps je t'ai gardée
Comme une perle rare
Ma liberté
C'est toi qui m'a aidé
A larguer les amarres
Pour aller n'importe où
Pour aller jusqu'au bout
Des chemins de fortune
Pour cueillir en rêvant
Une rose des vents
Sur un rayon de lune
Ma liberté
Devant tes volontés
Mon âme était soumise
Ma liberté
Je t'avais tout donné
Ma dernière chemise
Et combien j'ai souffert
Pour pouvoir satisfaire
Toutes tes exigences
J'ai changé de pays
J'ai perdu mes amis
Pour gagner ta confiance
Ma liberté
Tu as su désarmer
Toutes Mes habitudes
Ma liberté
Toi qui m'a fait aimer
Même la solitude
Toi qui m'as fait sourire
Quand je voyais finir
Une belle aventure
Toi qui m'as protégé
Quand j'allais me cacher
Pour soigner mes blessures
Ma libertéPourtant je t'ai quittée
Une nuit de décembre
J'ai déserté
Les chemins écartés
Que nous suivions ensemble
Lorsque sans me méfier
Les pieds et poings liés
Je me suis laissé faire
Et je t'ai trahi pour
Une prison d'amour
Et sa belle geôlière

*Georges Moustaki

sexta-feira, maio 13, 2005

tinto da padaria do povo

.
.
.
muito mais interessante que o benfica-sporting de sábado é o "Mondovino", um filme sobre escolhas, pessoas e vinho.

e seja como for o resultado final cá estarei a brindar à vossa, talvez com vinho tinto da Padaria do Povo, em Campo de Ourique.

já que estou num registo pessoalíssimo, cá vai: PARABÉNS XANA!!!

jp
.
.
.

sexta-feira, maio 06, 2005

Alto Mar

Antes de perceber a que se referia exactamente o comentador do jogo de ontem, ouvi-o dizer por várias vezes Alto Mar.

Não sei se entendi aquilo como uma digressão poética para fora do campo linguístico restrito do comentário desportivo, ou se pensei sem pensar que era uma expressão habitual da giría futebolística. Ia assim,

"confusão em Alto Mar"... "um jogador de Alto Mar"... "há muitos anos em Alto Mar"

Eventualmente o abuso do termno ou o resultado absurdo de uma frase obrigou-me ao raciocínio e esse ao confronto com a verdade dos factos. Mas foi bonito enquanto durou.

E viva o Sporting!

This page is powered by Blogger. Isn't yours?